Ir para o conteúdo

Quem Somos

Aprovisionamento

As áreas de Compras e Logística, são áreas de apoio geral, cuja missão genérica consiste em satisfazer as necessidades do IOGP, nomeadamente na aquisição de bens, serviços e empreitadas de obras públicas necessárias ao seu correto funcionamento, numa lógica de eficácia e eficiência, garantindo o fornecimento em tempo oportuno, na quantidade e qualidade adequada, ao menor custo.

Compete ao serviço de gestão de instalações e equipamentos, nomeadamente:

a)  Propor, executar e controlar o plano e orçamento de compras;

b)  Preparar os planos anuais de consumos e de compras de bens e serviços;

c) Assegurar o desenvolvimento e acompanhamento dos procedimentos de aquisição no integral respeito pela legislação em vigor;

d) Garantir a celeridade e eficiência dos procedimentos de aquisição;

e) Proceder à avaliação, negociação e seleção dos fornecedores com vista a obter as melhores condições de fornecimento;

f)  Propor a composição dos júris de avaliação das propostas ;

g) Propor ao CD as adjudicações e as minutas dos contratos de aquisição a celebrar;

h) Emitir notas de encomenda;

i)  Garantir o registo das aquisições de imobilizado;

j) Trabalhar em estreita colaboração com a logística a fim de programar o faseamento de entregas;

k) Articular com a gestão financeira a atempada conferência de faturas;

a) Desenvolver uma adequada política de gestão económica de stocks definindo e controlando os pontos de encomenda, bem como os níveis de segurança adequados;

b) Organizar o espaço físico dos armazéns;

c) Assegurar a receção, conferência e distribuição dos artigos;

d) Definir os circuitos mais adequados de distribuição, reposição e devolução, com os serviços utilizadores;

e) Rever periodicamente os níveis e perfis de consumo dos centros de custo, bem como monitorizar a sua evolução;

f) Proceder trimestralmente à contagem física das existências em armazém;

g) Proceder ao levantamento de artigos sem movimento e registar os que se apresentam fora do prazo de validade, analisar as causas e propor correções para evitar desperdícios futuros;

h) Em colaboração com a Gestão de Compras, controlar a entrada de novos produtos no consumo hospitalar;

i) Organizar e manter atualizados os mestres de artigos.

Serviço de Instalações de Equipamentos

A Gestão de Instalações e Equipamentos zela pela adequação das instalações e equipamentos ao serviço do IOGP, contribuindo, por uma adequada manutenção, para o prolongar da vida útil em condições económicas favoráveis, dos recursos materiais aplicados no desempenho institucional.

Compete ao serviço de gestão de instalações e equipamentos, nomeadamente:

a) Estudar e programar alterações estruturais dos diferentes sectores de actividade hospitalar, em colaboração com os serviços interessados;

b) Programar, acompanhar a execução e fiscalizar as obras de construção ou beneficiação das instalações e infraestruturas;

c) Acompanhar o ciclo de vida dos equipamentos, da aquisição ao abate, participando na definição das especificações técnicas, nomeadamente para efeitos de aquisição;

d) Definir a manutenção das instalações e infraestruturas, bem como dos equipamentos gerais e médico-cirúrgicos, adotando soluções técnicas que garantam o melhor custo-benefício;

e) Desenvolver uma política de racionalização de consumos energéticos, procurando a otimização contínua a nível de eficiência energética;

f) Fiscalizar a actividade dos prestadores de serviços responsáveis pela manutenção preventiva e corretiva das instalações e dos equipamentos quando contratados a entidades externas;

g) Elaborar ou avaliar os projetos técnicos;

h) Organizar e manter atualizado o arquivo técnico das instalações, infraestruturas e equipamento pesado;

i) Elaborar instruções de utilização de equipamentos e difundir os manuais de procedimentos para utilização de instalações especiais, redes de abastecimento e de saneamento e utilização de equipamentos, de acordo com as regras de segurança e qualidade aplicáveis e as instruções dos fornecedores;

j) Garantir a manutenção e funcionalidade das instalações e equipamentos que não se encontrem afetos a nenhum dos serviços, constituindo as zonas comuns hospitalares, as quais se encontram sob a sua gestão;

k) Participar no planeamento de emergência para substituição ou reforço de sistemas de abastecimento e saneamento em situação de crise interna ou externa ao IOGP.

Atualizado a 15-09-2020
Voltar
fringilla Praesent dolor velit, Lorem tristique sit porta. elementum