Ir para o conteúdo

Retina Médica-Mácula, Retina Cirúrgica e Diabetes Ocular

O Departamento de Retina Médica-Mácula tem como objetivo o tratamento e controle dos pacientes com patologia da retina.

Exceptuam-se aqui os doentes que necessitam uma intervenção cirúrgica vítreo-retiniana (Retina Cirúrgica) ou pacientes com Diabetes Ocular (normalmente seguidos na Consulta correspondente). 

Embora os dois grandes grupos englobados na Consulta de Retina Médica sejam a DMI (Degenerescência Macular da Idade) e as oclusões vasculares, não podemos esquecer outras patologias como a Miopia patológica, as distrofias retinianas, a corioretinopatia central serosa, assim como degenerescências periféricas da retina a que tenha sido efetuado o seu tratamento laser, se necessário.  

Assim, para além dos tratamentos laser monocromático necessários, são efetuados tratamentos de terapêutica fotodinâmica com verteporfina (PDT), sendo um dos poucos locais na área de Lisboa onde o é possível fazer, e principalmente, são realizadas vários  milhares de injeções de anti-VEGF e de dispositivos de libertação lenta intra-vítrea de corticoides.

Estas injeções intra-vítreas são o tratamento de primeira linha para as principais doenças causadoras de cegueira a nível mundial: DMI, Retinopatia Diabética e Oclusões Vasculares.

Diariamente são realizadas consultas de Retina Médica-Mácula, consultas essas em que, para melhorar o conforto do doente e aumentar enormemente a rapidez de diagnóstico, são efetuados os exames complementares necessários no próprio dia – consulta de alta resolução. 

Foi estabelecido um novo protocolo de injeções intra-vítreas, por forma a melhorar o conforto dos doentes e a eficácia dos meios disponíveis, mantendo sempre a segurança. O utente sempre como o centro da nossa atividade.

O Departamento de Retina Cirúrgica do IOGP dedica-se às doenças operáveis da retina e do vítreo, como o descolamento da retina, a retinopatia diabética proliferativa (doença da retina em estadio muito avançado causada pela diabetes), hemovítreo (presença de sangue dentro do olho, podendo ter várias causas), diferentes doenças da mácula como membrana epirretiniana, buraco macular, síndrome de tração vitreorretiniana e, apesar de menos frequentes no IOGP, traumatismos.

Algumas destas doenças dependem duma intervenção cirúrgica mais precoce ou urgente para uma melhor recuperação visual, pelo que no IOGP os nossos profissionais estão munidos das mais recentes inovações tecnológicas (como a cirurgia 3D, que usam regularmente) e técnicas operatórias de ponta, de forma a conseguir os melhores resultados no tratamento da cirurgia vítreo-retiniana.

A participação dos nossos profissionais em congressos nacionais e internacionais, procurando a constante atualização, são sistemáticas e continuadas, de modo a oferecermos aos nossos doentes o melhor tratamento disponível no mundo.

A Diabetes Mellitus é uma doença de grande prevalência em todo o mundo, sendo um problema grave de saúde pública. Estima-se que mais de 12% da população portuguesa sofra de diabetes, não contabilizando os pré-diabéticos. Junta-se a isto o facto de só cerca de 7% estarem diagnosticados.

A Retinopatia Diabética é a principal causa de cegueira na população abaixo dos 65 anos. 

A Consulta de Diabetes Ocular tem como objetivo o controle e tratamento dos pacientes com Retinopatia Diabética. Nestes doentes o controlo metabólico e da tensão arterial assim como o exercício físico são essenciais e isso é enfatizado na consulta.

Atualmente, a existência das injeções intra-vítreas de anti-VEGF e corticoides veio mudar o paradigma do tratamento da retinopatia diabética. 

Agora, é possível mantermos a visão dos doentes com retinopatia diabética e mesmo recuperá-la. Quando dispunhamos apenas do laser térmico (clássico), tal não era, frequentemente, possível. Com isto não se quer dizer que o laser está ultrapassado pois continua a ser a arma de primeira linha nas retinopatias proliferativas. 

O que aconteceu foi que se aumentou enormemente o arsenal ao dispor dos oftalmologistas (não esquecer aqui o papel fundamental do avanço de novas técnicas e instrumentos na cirurgia vítreo-retiniana), no combate à retinopatia diabética, principalmente quando acompanhada pelo temível edema macular. 

O Instituto de Oftalmologia Dr. Gama Pinto tem todo o tipo de dispositivos médico-cirúrgicos de topo, para um combate eficaz a esta doença, o que é confirmado pelos resultados.

Atualizado a 21-07-2020
Voltar
porta. consequat. Nullam velit, facilisis Aenean libero ante. elit. leo. risus. dictum